segunda-feira, 2 de março de 2009

Mate-me James.

* O 1° Sonho

Caroline não prestava.Nunca prestou. Não era nada, alías, era uma vadia. Desde seus dez anos dava para vida. Dava na varanda. Dava na rua. No posto. Na esquina. Dava para ricos.Para pobres. Para viúvas. Dava para familias. Dava para o mundo.

Sua avó, dona Luzia, uma dia lhe pedira para ficar em casa e ajudá-la a cuidar de sua mãe doente. Aquilo não interessava Coroline. Nunca interessou. Queria dar. Foi dar. Deu bastante até voltar para casa. Louca. Chapada.
A mãe adoentada, estremecia-se em gemidos de dor. A avó, ao pé da cama rezava seu terço na esperança de uma fé que terminasse com o sofrimento da filha. Eis que a preçe fora atendida, mas de um jeito contrário.
Coroline não aguentando os gemidos, pegou a peixeira na cozinha. Esfaqueou a velha. Esfaqueou a mãe. Jogou os corpos no chiqueiro que havia no fundo. Apodreceram. Viraram carniça. Coroline dava. Continuava dando e daria ainda mais.

Coroline, hoje aos treze, chegou no dia de seu julgamento final. No sonho de James a Justiça falou: mate-a, James. E assim será feito, assim será feito.

[continua...

8 comentários:

Dant disse...

Além de p*** é assassina??

*.* Dessa *.* disse...

Um pouco decepcionada com o desenrolar da história...

Little James disse...

uashuash!
é uam historia só de tres capitulos, este é o penultimo.

Eu só matar alguém e esta foi a maneira amis fácil..
se fosse para matar alguém do bem as pessoas não se sentiriam bem..ou não??

Little James disse...

vamos fazer assim, VCS DECIDEM o desfecho:

Votem aí:

( 1 ) Sim, Caroline era uma vadia e deve morrer

( 2 ) Sim, Caroline era uma vadia mas James não precisa matá-la. Ela vai para ilha de Lost se regenerar.

( 3 ) Não, Coroline é fruto do determinismo social apenas mais uma vítima da sociadade. Ela não deve morrer. Deixe ela ser oq ue seu coração mandar

( 4 ) James se apaixona por Coroline. Não tem corajem de matá-la. Fogem e se casam em Las Vegas.

( 5 ) james se apaixona por ela, mas tem de seguir a Justiça. Mata-a e, depois, suicida.

( 6 ) mande todos para a puta que uashuash¨%&¨%*&¨*&¨54¨%$#@#%&&&* !

Lorena Valaruco disse...

Concordo com a Dessa.

Dizem por ai que o escritor escreve aquilo que esta vivendo no momento, ou algo que este deseja muito.

Sei não viu Guilherme...

Quanto ao final, a historia é tua tens que terminar da maneira que pensou quando começou a escreve-lá.

Dant disse...

Dizem por ai que o escritor escreve aquilo que esta vivendo no momento, ou algo que este deseja muito.

Sei não viu Guilherme...

Quanto ao final, a historia é tua, tens que terminar da maneira que pensou quando começou a escreve-la.[2]

Little James disse...

Ahmm essa história ficou mesmo podre.
Não vou terminar de escrever não...

uashuahsuashuash!

Sabrina disse...

Um pouco decepcionada com o desenrolar da história...[2]

"Aqui não há Lei. Não há nada. Só há nós. Nós somos a Lei."